Não sabe o que fazer com os resíduos da sua fazenda? Economia Circular é a solução!

Tem resíduos de sobra em sua propriedade e não sabe o que fazer com eles? A economia circular pode resolver seus problemas. Provavelmente você já leu a conhecida frase do cientista Antoine Lavoisier, que diz que “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” Partindo desse conceito, podemos definir Economia Circular como […]

  • Por ibaagrbr
  • 30 jun
  • 2 min.
  • Compartilhar

Tem resíduos de sobra em sua propriedade e não sabe o que fazer com eles? A economia circular pode resolver seus problemas.

Provavelmente você já leu a conhecida frase do cientista Antoine Lavoisier, que diz que “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”

Partindo desse conceito, podemos definir Economia Circular como um conjunto
de atividades sustentáveis, que promovem a reutilização e reciclagem de materiais, com
objetivo de tornar mais longa a vida útil desses produtos e seguindo um ciclo de atividades
integradas, como ocorre na natureza.

Dessa forma, você consegue imaginar quais são os benefícios que a economia circular pode trazer? As vantagens de se praticar e promover atividades consideradas sustentáveis residem, principalmente, na possibilidade de atender as necessidades do presente sem comprometer a disponibilidade de recursos para o futuro, de forma economicamente viável.

Desse modo, a economia circular está presente em diferentes ambientes e situações, podendo ser utilizada por empresas e indústrias em seus mais diversos serviços e etapas, desde a aquisição da matéria prima até a elaboração do produto final e sua distribuição.
.
O reaproveitamento de resíduos residenciais é um exemplo de economia circular, inclusive, constitui uma atividade em constante crescimento, seguida pela prática da economia circular na agricultura, que é considerada uma excelente alternativa para levar mais sustentabilidade e rentabilidade para o campo.

Com a economia circular, é possível integrar as atividades da fazenda, fazendo o reaproveitamento dos resíduos em todas as etapas da produção, criando-se um ciclo positivo. Quer ver um exemplo?

  1. Atividade principal: produção de cultivos diversos;
  2. Atividade secundária: produção animal (gado, frango, porco);
  3. Acúmulo de resíduos animais e restos de cultivos;
  4. Utilização dos resíduos no processo de compostagem;
  5. Produção de composto orgânico estabilizado.

A adubação orgânica bem feita potencializa a vida no solo e, consequentemente, a produção dos cultivos, tornando-os mais saudáveis, nutritivos e resistentes ao ataque de pragas e doenças, contribuindo para a continuidade e sucesso das atividades integralizadas.

A compostagem é uma prática que vem tornando-se bastante conhecida e valorizada no campo, pois aumenta a economia do produtor (que passa a usar menos insumos externos) e aumenta sua lucratividade (por conta do acréscimo na produtividade agrícola). Mas como ocorre a compostagem e como ela se relaciona com a economia circular?

A compostagem nada mais é que uma forma de impulsionar processos de decomposição e transformação de resíduos, algo que já acontece na natureza.

Os resíduos da fazenda, sejam eles vegetais ou animais, podem ser utilizados no processo de compostagem, onde haverá a proliferação de diferentes microrganismos que atuam em diferentes etapas desse processo, que deve ser acompanhado por especialistas.

Ao final, chega-se ao composto orgânico estabilizado, que atua na recuperação de áreas degradadas, reduz a dependência e necessidade de insumos externos, aumenta a matéria orgânica do solo, entre outros benefícios…

Agora que você já sabe disso, nada de desperdiçar os resíduos da sua propriedade,ein!

Quer saber mais sobre a prática da Economia Circular e Compostagem na Agroecologia? Inscreva-se em nosso canal AGROECOCIÊNCIA no YouTube, ative as notificações e fique por dentro de nossas novidades sobre a sustentabilidade na agricultura.

Autora: Gabriella Brandão e Maria Antônia de Carvalho, estagiárias do IBA – Instituto Brasileiro de Agroecologia.

Continue lendo

"Não tem vida que continue sem terra, sem agricultura”. Ana Primavesi.

Quer conversar?

Nos envie uma mensagem Será um prazer receber o seu contato! Retornaremos o mais breve possível.

Enviar mensagem

Instituto Brasileiro de Agroecologia © Todos os direitos reservados